Reequilíbrio de contratos: empresas enfrentam dificuldades com o aumento no preço de insumos

Reequilíbrio de contratos: empresas enfrentam dificuldades com o aumento no preço de insumos
Compartilhe:

Carolina Araújo
Assessoria de Comunicção do Sinduscon-DF

Na quarta-feira (1), o Sinduscon-DF, representado por seu presidente Dionyzio Klavdianos, e pelo vice-presidente de obras e infraestrutura Ruyter Thuin, participou de reunião na Secretaria de Obras do DF.

Na pauta, o reequilíbrio dos contratos. Segundo Ruyter Thuin, as empresas não conseguem cumprir os contratos firmados com o GDF, em função dos aumentos excessivos de preços dos materiais.

Ruyter Thuin destacou que as entidades - Sinduscon-DF, Ademi DF e Asbraco - vêm buscando junto à Secretaria de Obras do DF e Novacap uma ação que possa, definitivamente, reequilibrar os contratos. "O secretário de obras, juntamente com representantes do DER e da Novacap, manifestaram a preocupação e interesse de buscar soluções para que sejam reequilibrados ou revisados, pois há uma possibilidade muito grande de paralisação dessas obras no DF”, ressaltou Ruyter.

O secretário de obras do DF, Luciano Carvalho, afirmou que o objetivo é concluir as obras. “A alta considerável no preço dos insumos, especialmente aço e concreto, tem afetado sobremaneira todos os nossos contratos e contratadas. Concluir nossas obras em andamento é nosso objetivo. Sendo assim, não podemos fechar os olhos para as dificuldades enfrentadas pelas empresas", garantiu.

Luciano explicou que a reunião foi convocada justamente para que as empresas pudessem apresentar os maiores desafios e para que a secretaria pudesse apresentar o modo com o qual está lidando com a situação. "A conversa foi produtiva e acredito que dela sairão bons frutos”, destacou.

As entidades ficaram de marcar uma nova reunião para que se busque uma resolução para o reequilíbrio desses contratos para reduzir o prejuízo das empresas.

O encontro também contou com a participação do presidente da Asbraco, Afonso Assad, do presidente da Ademi DF, Eduardo Aroeira, bem como do presidente da Terracap, Izidio Santos Júnior e o diretor da companhia, Hamilton Lourenço Filho.



Voltar