Sindicato da construção civil pede aprovação da Luos ainda em 2021

Sindicato da construção civil pede aprovação da Luos ainda em 2021
Youtube/Reprodução
Compartilhe:

Segundo o presidente do Sinduscon-DF, cerca de um terço da população do DF vive na ilegalidade

Samara Schwingel
Correio Braziliense

O presidente do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Distrito Federal (Sinduscon-DF), Dionyzio Klavdianos, afirmou, na tarde desta quarta-feira (10/11), que a entidade defende que a atualização da Lei de Uso e Ocupação do Solo (Luos), seja aprovado pela Câmara Legislativa do DF ainda em 2021. Segundo ele, há, pelo menos, um terço da população de 3 milhões da capital vivendo de forma irregular.

A declaração foi feita durante o Correio Talks, evento promovido pelo Correio Braziliense para debater a economia local. “Hoje, Brasília tem, pelo menos, um terço da população morando na ilegalidade. Assim, independente das atribulações, pedimos que a Câmara aprove, ainda este ano a Luos. Ela não pode tudo, mas ela pode muito”, afirmou Dionyzio.

O presidente do Sinduscon defende que, nos próximos anos, a população do DF e Entorno deve crescer muito, impactando na regularização fundiária local. “São 31 condomínios que já estão aprovados em várias instâncias do governo e cujo os moradores não tem um alvará de funcionamento e construção” argumentou.

Correio Talks

O Correio Talks recebe representantes dos Poderes locais e de diferentes ramos da economia do DF. Mediado pela jornalista Samanta Sallum, que assina a coluna Capital S/A, o evento ocorre nesta quarta-feira (10/11), a partir das 15h, com transmissão ao vivo pela internet e pelas redes sociais do Correio. Entre os assuntos do debate estão a geração de empregos, a arrecadação tributária, a recuperação de setores e o fomento do setor privado. O evento será dividido em dois painéis.

O primeiro painel contou com o presidente da CLDF, Rafael Prudente (MDB), o secretário de desenvolvimento e habitação, Mateus Oliveira, o presidente da Fecomercio-DF, José Aparecido e o próprio Dionyzio.

Voltar